Autogestão: apresentação em Nazaré esclarece dúvidas de servidores

 Secom TRT5

 

Após a apresentação feita no último dia 11 aos magistrados no Fórum do Comércio, na tarde desta quinta-feira (17/7), foi a vez de quem trabalha em Nazaré conhecer mais detalhes sobre o ''TRT5-Saúde'', o plano de autogestão do TRT da Bahia que começa a funcionar a partir de outubro, inicialmente com a assistência suplementar de saúde, sendo implantado definitivamente em maio de 2015, quando vence o contrato do TRT5 com a Promédica.

Os servidores atenderam à convocação da Comissão do Programa de Autogestão TRT5-Saúde e lotaram o auditório do Tribunal Pleno para acompanhar a apresentação feita pela presidente da comissão, desembargadora Maria das Graças Boness, que anunciou uma nova apresentação no Fórum do Comércio, desta vez direcionada aos servidores, que ocorrerá na próxima quinta-feira (24/7), às 10 horas, no auditório do 11º andar.

  Secom TRT5

A magistrada, que estava acompanhada do titular da 16ª Vara de Salvador, juiz Paulo Temporal, do diretor da Secretaria Administrativa, Maurício Borba, e do chefe da Seção de Apoio a Planos de Saúde (SAPS), André Liberato, ressaltou através de um vídeo ''a importância da união de esforços para o sucesso da autogestão'', dedicando a maior parte do tempo para o esclarecimento de dúvidas. Compareceram à apresentação a vice-presidente do TRT5, desembargadora Nélia Neves, representando o presidente, e os desembargadores Esequias de Oliveira e Maria Adna Aguiar.

''Estamos no momento ideal para a execução desse projeto, mas para isso serão necessários apoio e união de todos os envolvidos'', afirmou a desembargadora, que destacou os altos preços praticados pelas operadoras de saúde, abusividade que já afeta magistrados e servidores. ''Há casos de magistrados e servidores saindo de planos privados e, em casos mais extremos, recorrendo ao Sistema Único de Saúde, por não conseguirem arcar com os altos índices de reajuste, que não param de subir'', relatou a desembargadora, ao defender a autogestão como única alternativa, já utilizada por vários tribunais há mais de 20 anos.

  Secom TRT5

DÚVIDAS - As principais dúvidas dos servidores, com base nas perguntas feitas durante a apresentação, giram em torno de assuntos como rede credenciada (na capital, no interior e em outros estados), reembolso, coparticipação, período de carência e adesão de dependentes e de servidores cedidos, entre outros, que foram esclarecidos pelos membros da Comissão de Autogestão. Um vídeo com o conteúdo da apresentação será disponibilizado em breve, para utilização de magistrados e servidores do interior, bem como aposentados.

Além disso, um folder explicativo foi disponibilizado (clique em ''Download do arquivo'' para baixar) com o objetivo de tirar as dúvidas mais frequentes, que já podem ser esclarecidas também através da guia Autogestão Saúde na Intranet. Outros canais acessíveis a magistrados e servidores que possuem dúvidas sobre a autogestão são os contatos da SAPS - (71) 3319-7112 ou e-mail saps@trt5.jus.br - diretamente com o chefe da unidade, André Liberato. Também está disponível o telefone (71) 3319-7309, do Gabinete da Desembargadora Graça Boness, para esclarecimentos com a própria magistrada ou com o servidor Luciano Filgueiras.

 Sobre a Autogestão em Saúde do TRT5, leia também:

14/07/2014 01:37 | Magistrados conhecem plano de autogestão
04/07/2014 10:26 | Autogestão: apresentações dia 11 e dia 17
30/06/2014 12:18 | Será dia 17/7 palestra sobre autogestão com a desembargadora Graça Boness
27/06/2014 09:45 | Autogestão em Saúde: contra preços altos e deficiências de operadoras
11/06/2014 11:41 | Autogestão em saúde deve começar com serviços complementares

 Secom TRT5 (Lázaro Britto) - 18/7/2014