Saúde em Movimento: leia texto sobre saúde do sono elaborado por médica do TRT5

Publicamos a seguir, como parte da Semana Saúde em Movimento, texto sobre saúde do sono elaborado por profissionais do TRT5. Nos próximos dias serão divulgadas mais sugestões para o bem-estar e a vida saudável.

 

Saúde do Sono

Embora o sono seja um estado comportamental fundamental na manutenção fisiológica do organismo, a restrição crônica de sono é cada vez mais comum nas sociedades industrializadas. As causas para essa privação de sono são geralmente atribuídas à exposição excessiva à luz artificial, às novidades da sociedade moderna, às pressões socioeconômicas e aos distúrbios de sono.

Atualmente, tanto a privação de sono como a sonolência excessiva diurna, observada na população, tem sido destaque em tópicos de saúde pública. Ambas estão associadas à redução da qualidade de vida e da produtividade, bem como ao aumento na incidência de acidentes.

O sono é considerado um processo ativo, ligado funcionalmente à vigília, com a qual constitui o ciclo vigília-sono. Muitos são os distúrbios do sono que alteram esse ciclo fisiológico levando ao sono não-reparador com alterações nas funções cognitivas (déficit de atenção, concentração, memória) nas funções cardiovasculares, nas funções endócrinas, nas funções imunológicas e outras.

A privação de sono, o ganho de peso, consumo de álcool, cigarro e drogas ilícitas também alteram esse ciclo vigília-sono desencadeando distúrbios do sono. Problemas de sono e doenças psiquiátricas constituem condições extremamente ligadas e exacerbam um à outra, prejudicam a qualidade de vida e causam incapacidade.

A compreensão da importância do sono reparador é fundamental para população atual, já que o sono saudável é fator determinante para diminuição da morbidade e mortalidade populacional e um grande gerador de qualidade de vida.
Luciana dos Reis Mascarenhas (médica do Trabalho) - 24/10/2018