TRT5-Saúde participa de seminário sobre saúde em Brasília e ministra curso em Pernambuco

O TRT5-Saúde, plano de autogestão em saúde do TRT5-BA, participou do 1º Seminário sobre Saúde de Magistrados e Servidores do Poder Judiciário, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília, no dia 28 de março. O coordenador da Seção de Apoio a Planos de Saúde (SAPS) do TRT5-BA, André Liberato Reis falou da experiência baiana em uma oficina. O evento também contou com a presença do conselheiro do  CNJ Valtércio de Oliveira, desembargador do Regional baiano, dentre outras autoridades.

O Seminário foi criado com o objetivo de promover o intercâmbio de experiências e de ideias para gerar a melhoria na quantidade e na qualidade dos dados que compõem a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Magistrados e Servidores do Poder Judiciário.

A abertura do evento  teve as participações dos presidentes do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministros João Otávio Noronha e João Batista Brito Pereira, do conselheiro do CNJ Arnaldo Hossepian, e do corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins.

Ao longo do dia foram debatidos temas relacionados a planos de saúde e autogestão, e também ocorreu a apresentação do Relatório da Resolução CNJ nº 207/2015 e do questionário de acompanhamento da política. Oficinas sobre o Adoecimento de Magistrados e Servidores, sobre os Serviços de Saúde nos Tribunais e também sobre a autogestão foram apresentadas na tarde. Nesta última parte foi relatada a experiência do TRT5.

Ao final, o professor do Instituto de Psicologia da Universidade Nacional de Brasília (UNB), Mário César Ferreira, ministrou uma palestra com o tema “Qualidade de vida no trabalho no setor público brasileiro: questão atual, importante e impostergável”.

Servidores do TRT5-Saúde no TRT pernambucano

PERNAMBUCO - Nos últimos dias 25 e 27 de março, o coordenador do TRT5-Saúde André Liberato Reis e o chefe do Setor de Faturamento Jackson Alcântara de Oliveira conduziram um curso de capacitação continuada sobre o sistema de autogestão em saúde para servidores do TRT da 6ª Região, em Pernambuco (TRT6-PE). O Regional pernambucano, que está implantando o programa de autogestão baseando-se no modelo do TRT5-Saúde, vem desde 2018 trocando experiências com o TRT da Bahia.

O treinamento foi ministrado por meio da Escola Judicial do TRT6-PE, com enfoque nas experiências, conteúdos, linguagens e procedimentos necessários ao funcionamento do sistema. Participaram da capacitação os servidores da Secretaria de Autogestão em Saúde (SAS) e da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), unidades que atuam em conjunto na implantação do sistema informatizado do novo plano, que irá se chamar TRT6-Saúde.

O objetivo, além de integrar os servidores envolvidos, foi abordar as principais características do modelo de autogestão em saúde, refletir sobre os desafios e perspectivas da adoção do modelo no Regional e utilizar as funcionalidades do sistema informatizado.

Secom TRT5 (Fabricio Ferrarez / Lázaro Britto) - 3/4/2019 (atualizada em 05/04/2019)